APRESENTAÇÃO
Cristiano Silveira tem 44 anos, é graduado em Filosofia e pós-graduado em Planejamento e Gestão Estratégica. Em 2015, assumiu seu primeiro mandato como deputado estadual na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Na ocasião, foi eleito com um total de 46.730 votos, pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Nas eleições de 2018, foi reeleito com mais de 79 mil votos.
Entre 2015 e 2018 foi presidente da Comissão de Direitos Humanos da ALMG, promovendo debates e atuando em pautas em defesa da dignidade humana, dos trabalhadores, da inclusão social e do meio ambiente. Foi o 2o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais no biênio 2019-2020. Atualmente é membro titular das Comissões de Constituição e Justiça e Cultura e tem um mandato legislativo com forte presença e atuação nos municípios e na defesa dos interesses do povo mineiro.
Entre seus projetos aprovados estão a Política Estadual de Atendimento à Mulher Vítima de Violência, e a lei que obriga a atendimento prioritário a pessoas com autismo. Cristiano também é autor de projetos voltados à educação, ao direito do consumidor, à agricultura familiar, aos artesãos, entre outros, além de possuir uma forte atuação em defesa dos direitos dos trabalhadores e dos servidores públicos de Minas Gerais.
Em outubro de 2019, Cristiano foi eleito presidente do Diretório Estadual do PT de Minas Gerais (PT-MG). Cargo que irá ocupar durante quatro anos.
APRESENTAÇÃO EM PRIMEIRA PESSOA
É natural de São João del-Rei, onde iniciou sua carreira política como líder estudantil da União Municipal dos Estudantes (Umes), do Diretório Central (DCE) da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) e da União Estadual dos Estudantes (UEE).
Aos 22 anos foi vereador, sendo o mais jovem político eleito na história da cidade, e ocupou o posto de vice-prefeito do município. Atuou também como coordenador da Comissão Regional de Segurança Alimentar do Campo das Vertentes, e como consultor da Unesco no monitoramento das ações de prevenção e enfrentamento à criminalidade em Minas Gerais por meio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).